Religião

Galeria de Fotos Religião

 

IGREJA BATISTA EM MIRANTE DO PARANAPANEMA

 

A igreja teve início na zona rural

 

         A Igreja Batista em Mirante do Paranapanema teve início na casa da irmã Maria Raimunda da Silva na zona rural no Bairro “Água do Mastro” no ano de 1944. A cidade de Mirante do Paranapanema foi fundada no ano de 1947 e a emancipação político-administrativa ocorreu em 1953.

 

Construção do primeiro templo

 

Em 1951, dois anos antes da Emancipação do Município os irmãos da igreja  adquiriram um lote de terra nesta cidade na Av. Zil Brasil, nº 52. Com lutas, esforços e empenho  construíram neste local um templo de madeira e o  trabalho do sítio foi transferido para a cidade. Formou-se assim a Congregação da Igreja Batista em Santo Anastácio.

 

 Fundação da igreja

 

Em 13 de fevereiro de 1955, quatro anos depois do início dos trabalhos na cidade  os irmãos tiveram  maior  regozijo, pois neste dia,  como registra a Ata nº 1  do Livro 1 a Congregação, com 82 membros, foi transformada em Igreja. Neste trabalho marcante da história desta igreja estiveram presentes sete pastores desta região, dentre eles  Pr. Isaias Maurício da Rocha da Igreja Batista em Presidente Prudente, Pr. Antônio Abuchain da Igreja Batista em Santo Anastácio e o Pregador do culto Pr. João Falcão Sobrinho, Presidente da Associação das Igrejas Batista da Alta Sorocabana.

  Prosseguindo com empenho e dedicação os irmãos continuaram anunciando o Evangelho do Senhor Jesus Cristo para todos os habitantes deste Município composta na sua maior parte por migrantes nordestinos.  O sucesso econômico do Município trazido pela grande produtividade da agricultura, principalmente do algodão, estimulou a construção de três máquinas de beneficiamento deste produto na cidade o que  estimulou  ainda mais   o fluxo  de migrantes  para este Município.  

 

Igreja ganhando almas

 

Mesmo a carência de estradas rurais para os deslocamentos entre os quase trinta mil habitantes do Município não serviu de desculpa para os irmãos partirem em busca de mais almas para Jesus. Os irmãos conheciam muito bem o labor diário do homem da  roça, pois todos eram agricultores  que também buscavam o sucesso econômico.     

          A Ata nº 2, Livro nº l, de 27/02/1955, registra: “A Igreja irá pedir emprestado nove roupas para batismo à Igreja de Presidente Venceslau”. Isto confirma que a palavra de Deus semeada pelos irmãos gerava muitos frutos. O trabalho de campo da Igreja era  dinâmico e assim organizado: “Mil Alqueires”, pregador João Gabriel da Silva, 1º e 3º sábados do mês; “Barra Funda” pregador  Fulgêncio Bispo Lima, 1ª e 3ª terças-feiras do mês; “Nova Bessarábia” 2ª e 4ª quartas-feiras do mês, pregador Josias Melquisedeque de Andrade e  “Tupi” 1ª e 3ª sextas-feiras do mês, pregador Adolfo Frutuoso. Visitação: 1º sábado do mês: “Feiticeiro”; 3º sábado do mês: “Sítio Galanga”, casa dos irmãos Galanga e no 4º sábado do mês no “Bananal”.

 

 

A construção do segundo templo

 

            Com o crescimento do trabalho a igreja buscou expandir o recinto para a prática dos cultos públicos e assim adquiriu no dia 07/02/1960 novo terreno na Rua Campos Sales, s/nº, medindo 12 m de frente por  36 m de fundos  (432 m²). O vendedor foi o  Sr. Kamatara Okuyama e o valor foi de Cr$ 30.000,00 (trinta mil cruzeiros) pagos da seguinte forma: Cr$ 3.000,00 no ato da compra; CR$ 12.000,00 em 30/05/1960 e Cr 15.000,00 no dia 30/11/1960.  

            O contrato para a construção do novo templo foi firmado com o Sr. Geraldo Rodrigues ao custo de  Cr 290.000,00 (duzentos e noventa mil cruzeiros).   O contrato regia que  o construtor, assim que terminasse a edificação do prédio, ficaria com o “velho” templo da igreja na Av. Zil Brasil  pelo valor de Cr$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil cruzeiros). O restante do valor, Cr$ 30.000,00 seria pago em 30/11/1963. Pelo contrato o forro seria levantado apenas nos beirais do prédio, ou seja, o interior incluiria somente com a cobertura. O lançamento da pedra fundamental da construção ocorreu no dia 09/10/1960.

 

Inauguração do novo Templo

 

O novo templo foi inaugurado no dia 25 de janeiro de 1963. O ato solene de dedicação do novo templo como relata a Ata da igreja nº 121, contou com a presença de quatro pastores da região: Isaias Maurício da Rocha, Luiz Zanazi Fernandes, Axel Frederico Anderson e Laurindo Alves Martins. Ainda no “velho templo” teve início à solenidade às 14h00 sob a direção do pastor da igreja Justino Baía Filho, o qual destacou o empenho e as dificuldades que os irmãos enfrentaram para a concretização da nova obra. Como registra a Ata nº 121: “ao mesmo tempo dizia da alegria que irradiava no rosto de cada um que estava presente pela vitória alcançada e invoca o texto que nos serviu de divisa ABENEZER, isto é, até aqui nos ajudou o Senhor... Terminado a parte do culto naquele templo a igreja sai desfilando pelas Ruas da cidade em direção ao novo templo acompanhada por uma viatura de propaganda, passando pela Rua Getúlio Vargas. Chegando ao novo templo, um bom número de pessoas nos aguardava”. A continuação da solenidade no novo templo, ainda sob a direção do pastor, contou com a presença do Sr. Takeo Okubo, um dos Fundadores da Cidade de Mirante do Paranapanema; Prefeito Municipal, Francisco Farias e os Vereadores da Câmara Municipal do Município José Xavier e Francisco Mário Pires. Após vários cânticos e poesias a palavra ficou com o orador oficial Pr. Laurindo Alves Martins, pastor da Igreja Batista em Presidente Venceslau, que trouxe a mensagem baseada em II Crônicas capítulo 6. Representava a Igreja Batista em Costa Machado o irmão João Jacinto. Ao final da solenidade o Pr. da Igreja, Justino Baía Filho “convida a Igreja de Mirante do Paranapanema para se por em pé e ir à frente para ser apresentada e conhecida pela assistência”.

 

Pastores da igreja Batista em Mirante do Paranapanema

 

1º Pr. Haroldo Bertrand de 14/10/1956 a 11/08/1957;

2º Pr.Trascy Beinaldet dos Santos (interino) de  07/12/1958 a 27/12/1959;

3º Pr. Luiz Zanazi Fernandes  de  09/11/1958 a 17/06/1961;

4º Pr. Justino Campos Baia Filho de 18/06/1961 a 08/04/1963;

5° Pr. Durvaltércio Pires Souza de 02/06/1963 a 04/08/1963;

6º Pr. Cornélio da Cunha Lourenço de 30/10/1963  a 28/11/1965;

7º Pr.Amós Marçal de Moura de 20/04/1968 a 30/04/197;

8º Pr. Pedro de Almeida (interino) de  05/12/1976 a 20/03/1978;

9° Pr. Joel Gonçalves de Oliveira de 03/06/1979 a 19/12/1980;

10º Pr.Pedro de Almeida (interino) de 05/01/1981 a 30/06/1985;

11º Pr. Altever Garcia de Abreu de 30/06/1985 a 27/07/1986;

12º Pr. Nelson Lopes (interino) de 25/08/1986 a 06/07/1987;

13° Pr. Clovis  Abreu Correia de 06/07/1987 a 10/02/2004;

14º Pr. João Rodrigues de Almeida (interino) de 11/02/2004 a 03/12/2005;

15° Pr. Gilson da Silva Sobral de 03/12/2005 a 07/02/2010;

16º Pr. Gilberto Reis da Costa e Pr. Carlos Roberto da Cunha (interinos) de

24/02/2010 a 29/03/2011;

18º Pr. Roberto Carlos Ovando de 04/03/2012 a

         ( Fonte de pesquisa: Livros de  Registro de Atas das Assembleias da igreja)

 

Igreja Batista em Costa Machado

 

Na Rua Ribeirão Jacutinga, s/nº, (Rua Carlito Cubtiza – 2013)  no dia 22 de novembro de 1959, com 56 membros, sendo 55 transferidos da Igreja Batista em Santo Anastácio e um da igreja Batista em Mirante do Paranapanema e em   Concílio sob a presidência do Pastor Isaias Maurício da Rocha da igreja em Presidente Prudente, foi organizada a Igreja Batista no Distrito de Costa Machado.

 Pelos registros em Atas, percebe-se que a Igreja era bem organizada administrativamente, pois contava com Assembleias regulares, chegando a de 65ª  e com pastor em tempo integral.  A igreja realizava trabalhos de evangelização em bairros próximos ao Distrito e Escola Bíblica Dominical utilizando literatura da denominação. A Igreja estava ligada às de Santo Anastácio e de Mirante do Paranapanema.

A Ata da Seção Regular de nº 58 no dia 19/10/1967, sob a presidência do Pr. Daniel Burt registra a posse do Pr. Ângelo de Andrade. O pregador neste culto foi o Pr. Isaias Maurício da Rocha.  A Ata de nº 59 registra que na Seção Extraordinária ocorrida no dia 31/05/1970 (depois de mais de dois anos sem qualquer registro), um dos itens da pauta era a destituição do Pr. Ângelo de Andrade do ministério Igreja. A proposta foi aprovada por unanimidade de votos. Outro item desta Secção foi o pedido de Cartas de Transferência de 17 irmãos da Igreja Batista em Mirante do Paranapanema, sendo eles: Alaíde Ferreira Magalhães, Mauro Tavares dos Santos, Antônio Ferreira Magalhães, Maria das Dores Magalhães, Otávio Ferreira Magalhães, João Gabriel da Silva, Sueli Alamino Lacolle, Alice Jacinto, Isaias Gabriel da Silva, Silas Gabriel da Silva, Efigencia Rosalina, Osvaldo Alamino Lacolle, Ademir Alamino Lacolle, Antônia Ferreira Magalhães, Francisco Alamino Gimenez, Zilá Ferreira Magalhães e Terezinha.  Nesta Seção ocorreu a eleição para os cargos da Igreja para aquele ano e  Haroldo Bertronde e vários destes irmãos foram eleitos: João Gabriel da Silva para Moderador; Mauro Tavares dos Santos e Antônio Ferreira Magalhães, Secretário e Vice-Secratário respectivamente; Antônio Ferreira Magalhães, Superintendente; Francisco Alamino Gimenez, Professor dos Adultos da EBD.   Na Ata de nº 60 da Assembléia realizada no dia 28 de julho de 1970 encontramos o seguinte registro “Ficou também aprovado pela Igreja que quanto a transporte feito pelos membros da Igreja, residentes em Mirante do Paranapanema, as despesas com esse transporte seja de 50% por conta da Igreja e 50% por conta dos membros da Igreja residentes em Mirante do Paranapanema”.

A Ata de nº 64 da Assembléia realizada no dia 22/11/1970, ou seja, cinco meses depois de pedirem Carta de Transferência para a igreja em Costa Machado, dez membros solicitam carta de transferência de retorno para a Igreja em Mirante do Paranapanema. Interessante é que  alguns destes ocupavam cargos naquela igreja, como, por exemplo: Mauro Tavares dos Santos, Antônio Ferreira Magalhães, Francisco Alamino Gimenez, Otávio Ferreira Magalhães e João Gabriel da Silva. Esta Ata não chegou a ser lida e aprovada, pois quase três anos depois, 18/07/1973, ocorreu o último registro desta Igreja, quando a Assembleia, com apenas dois membros assim aprovam em registro: “então desta data os membros que quiserem pedir suas cartas peça a Igreja Batista em Mirante do Paranapanema”. 

E assim uma Igreja que batalhou por quase 14 anos, chega ao fim com apenas quatro membros, sendo um que já residia no Estado de Mato Grosso e outro na cidade de São Paulo.  Nesta Assembléia realizada no dia 18 de julho de 1973, que contou com a presença de apenas dois irmãos da Igreja, que também iriam mudar para a Capital do Estado, o casal João Jacinto e Lurdes Jacinto, ficou decido que a Igreja fora  transformada em Congregação da Igreja Batista em  Mirante do Paranapanema.

Mesmo a Igreja de Mirante do Paranapanema tomando algumas decisões, tais como em 16/12/1979, Ata nº 379 (Igreja em  Mirante do Paranapanema), ceder a casa dos fundos da Igreja ao Sr. Antônio Pereira da Silva por dois anos com a condição de  ficar: “proibido de usar aparelhos de rádio, eletrolas e televisão, músicas profanas (populares) com volume não condizente ao local”. Passado exatamente um ano a igreja pede que o inquilino desocupasse a casa (Ata 383 de 15/12/1980). Tempos depois a igreja aprova a “reforma da cerca da Congregação” (Ata 406 de 03/10/1982) e a “troca da fechadura da Congregação” (Ata nº 445 de 26/08/1984). 

Nos registros da igreja Batista em Mirante do Paranapanema não encontraram mais nenhum registro em Atas da retomada dos trabalhos naquele Distrito. A igreja acabou na década de 1990 vendendo o referido prédio do templo para outra denominação evangélica e os bancos foram transferidos para o seu recinto.

 

Pastores da igreja Batista em Costa Machado

 

1º  Pr. Luiz Zanazi Fernandes (interino) de 28/11/1959 a 16/08/1961;

2º  Pr. Justino Campos Baia Filho (interino) de 17/09/1961 a 04/03/1963;

3º  Pr. Luiz Zanazi Fernandes (interino) de 06/01/1963 a 30/01/1963;

4°  Pr. Cornélio da Cunha Loureiro (interino) de 26/03/1964 a 07/05/1964;

5º  Pr. Daniel Bust (interino) de 13/09/1965 a 16/08/1967;

6º  Pr. Ângelo de Andrade de 19/10/1967 a 31/05/1970.

 (Fonte de pesquisa: Livros de Registro de Atas das Assembleias da igreja)

 

 

ASSEMBLÉIA DE DEUS

Localizada na Av. Zil Brasil, 573.

 

A Igreja Assembléia de Deus de Mirante do Paranapanema foi fundada em Novembro de 1965, pelo pastor Onofre Gregório. O primeiro templo da igreja ficava localizado na antiga Rua Estreita, atual Antônio Serafim de Souza, sendo Maria Inês Martins, uma das primeiras pessoas a fazer parte da igreja como membro. Além de Onofre, a igreja já teve os os seguintes pastores: José Marques; Manoel Tavares; João; Jairo Lucas; Jerson Fillito; João Carlos Padilha de Siqueira; Gildo Martins e o atual (2003) pastor é Marcos Areias Soares.

 

PARÓQUIA SANTA TEREZINHA

 

(EXTRAÍDO DA "A DIOCESE – PÁ.174 – 19 – PARÓQUIA SANTA TEREZINHA – MIRANTE DO PARANAPANEMA-SP. – SP - Pe. JOÃO PEREIRA)

 

Esta comunidade de fé e esperança tem uma história ilustrada pela dedicação de migrantes nordestinos e imigrantes japoneses.

Com o aumento do núcleo populacional construi-se uma capela de madeira que era assistida pelo vigário de Santo Anastácio. Periodicamente vinha o vigário para anunciar o evangelho e administrar os sacramentos. Chama-se, nesta época, a capela de Palmitalzinho.

Em 1954, o lugarejo passa a categoria de município com o título de Mirante do Paranapanema, mas só em 1.o de março de 1957 três anos depois da emancipação política é que dá-se a criação da paróquia pelo bispo da diocese de Assis, D. Lázaro Neves.

Em 07 de março de 1957, Pe. Ramon Nieto Suarez toma posse da nova paróquia mediante a presença de muitos populares e o delegado do bispo diocesano, Pe. Eugênio Sanches Lopes, vigário da paróquia de Santo Anastácio.

O padre espanhol, vigoroso no trabalho apostólico desempenhou uma missão ampla, em termos administrativos e pastorais.

Tanto é, que no dia 11 de setembro de 1959, com o entusiasmo próprio e da comunidade, o bispo fez o lançamento da pedra fundamental da nova igreja.

No ano de 1963, Pe. Ramon é removido e o substitui o jovem e idealista padre Geraldo Bataglini. Ao assumir os trabalhos, encontra uma grande tarefa: terminar a construção da Igreja Matriz e encerrar outras obras necessárias, tais como: Casa Paroquial, capela de Cuiabá Paulista, Marabá Paulista, entre outras.

No ano de 1966 Pe. Guilherme Herber em tratamento médico, residiu em Mirante do Paranapanema e auxiliou nos trabalhos pastorais, conforme lhe era possível. Padre Geraldo Bataglini permaneceu na direção da Comunidade até o princípio de 1976. Foram treze anos de muitas promoções, construções e formação pastoral do povo Cristão que bem soube captar.

Em fevereiro de 1976, Pe. Aurélio da Silva Ribeiro assumiu a tarefa de vigário da paróquia. Permaneceu somente cinqüenta e dois dias nesta designação, e foi transferido para outra paróquia.

No dia 31 de março de 1976, o alegre Pe. José Sometti, tomou posse como vigário e desempenhou seu pastoreio, neste lugar até o mês de abril de 1979.

De abriu a dezembro de 1979, a paróquia de Mirante do Paranapanema foi assistida precariamente por muitos padres, pois esses tinham seus afazeres nas respectivas paróquias em suas bases. Mesmo sem vigário a comunidade manteve-se fiel à liturgia, aos sacramentos e à pastoral. Os ministros Extraordinários da Eucaristia foram grandes orientadores e mantiveram a vida cristã da comunidade.

Em dezembro de 1979, a paróquia recebeu o seu quinto vigário, Pe. João Pereira, que sempre se destacou pela luta na causa do pobre, do excluído e dos sem-terra, foi empossado por Dom Antônio Agostinho Marochi. No ato de 1997, o Pe. João recebeu como seu auxiliar o Pe. José Cássio Siqueira que estivera ajudando anteriormente na Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Teodoro Sampaio. No ano de 1998, o Pe. João Pereira se afastou da paróquia por um período de dois anos para estudar História da Igreja no Instituto Católico em Paris. Neste ano veio para Mirante como colaborador do Pe. Cássio e Pe. Wilson Cristóvan, vindo da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Presidente Bernardes.

O município é tipicamente agro-pecuário, e por isso há muitas comunidades rurais que são: Cuiabá Paulista, Costa Machado, Canavial, Água da Saúde, Santa Rosa, Engenheiro Veras, Novo Paraíso, Nova Tupã, Nova Promissão, e São Francisco.

 

IGREJA AVIVAMENTO BÍBLICO

 

Fundada em Mirante do Paranapanema pelo pastor Alídio Flora Agostinho em 16 de agosto de 1952. O pastor atual (2003), empossado em 04 de fevereiro de 2201, é o pastor Daniel Fernandes da Cunha.

Foram membros fundadores da igreja: José Martins Espínola; Rosalvo Silva Martins; Sinhorinha Rita da Silva; Geraldo Felix Guedes; Maria das Dores de Paula; Jorge dos Santos e Elvira Siqueira Campos.

 

ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA DE "JOANA DE ANGELIS"

Instituição beneficente fundada em Mirante do Paranapanema em 30 de março de 1983. Seus fundadores foram o Sr. Valter Patara e o Dr. Sérgio Lourenço, da cidade de Presidente Prudente. Estavam presentes os Senhores Pedro Dirceu Cançado, Claudemir Veiga Beraldi, Antônio Aparecido do Lucinaro, Gabriel Turbuk, Antônio Carlos Erreria e Antônio Lorenzetti.

O primeiro local escolhido para os encontros foi uma residência na Rua Amélia Fussae Okubo nº 1423, prédio que não existe mais. Atualmente a associação possui prédio próprio localizado à Rua Papa João XXIII, 1761.

Segundo uma participante da Associação, a Casa Espírita funciona com um quadro de Evangelização, trabalhadores e freqüentadores, sendo todos voluntários. Ainda segundo a informante, os Estudos do Pentateuco Kardequiano – livros codificados por Allan Kardec – são divididos e estudados todas as noites, de segunda-feira a sábado. A Associação, a cada 15 dias, faz-se a "Sopa Fraterna", atendendo aproximadamente 200 pessoas.

A Diretoria atualmente está assim composta:

Presidente: Maria Helena Coelho Munhoz; Vice-Presidente: Fátima Sueli Gonçalves de Paiva Eto; 2º Tesoureiro: Marisa Zanetta Passos (que exerce a função de 1º Tesoureiro);

1º Secretário: Eliane Munhoz; 2º Secretário: Eliane Gonçalves Oliveira.