História Recente

Galeria de Fotos História Recente

(Colaboração de Maria Selma Barreto de Almeida)

1989

novembro

Chuvas de 160,5 mm atingem a região e causam grandes estragos no Município, na agricultura e transporte. Vários lagos e riachos transbordaram deixando estradas intransitáveis. O Prefeito João Augusto de Almeida cogitou até a possibilidade até de decretar estado de calamidade pública.

1992

março

A Câmara de Vereadores reclama que a Prefeitura não repassa verbas para a construção do seu novo prédio. Os Vereadores continuam se reunindo do Rotary Club da cidade. Segundo o seu Presidente, João Tadeu Saab a Prefeitura tem uma dívida com a Câmara de CR$ 49 milhões. (O IMPARCIAL – 26/03/1922)

Outubro

Núbio Pinto de Medeiros é eleito Prefeito com 3.701 votos pelo PTB. Adhemar Ciro Ferrari – PRN - 2.897 votos e Cecílio Manoel de Lira, 2.464 votos. O Vice-Prefeito eleito é João Tadeu Saab, presidente da Câmara Municipal.

Núbio promete a retomada do crescimento da cidade em janeiro de 1993 (O IMPARCIAL- 09/11/1992)

Núbio começa a montar indústria de fécula em sociedade com José Roberto Gonçalves e Túlio de Areia Leão, na cidade de Sandovalina.

Novembro

Estudantes ficam sem transporte

Dr. Aimar Joppert recebe o Título de Cidadão Mirantense

 

1993

Maio

Governador Fleury inaugura escala no Assentamento Santa Clara

Junho

Posto suspendeu o fornecimento de combustível e frota da Prefeitura ficou parada nos pátios (O ESTADO DE S. PAULO – 31/06/93).

Prefeito recebe CR$ 44 bilhões de indenização da Queirós-Petro. Essa empresa foi empreiteira da Paulipetro durante o período de perfurações de poços para a sondagem de prospecção de petróleo no Distrito de Cuiabá Paulista. O Prefeito Núbio afirma que o dinheiro será aplicado nas prioridades do Município, mas que o dinheiro ajudará a superar várias dificuldades, como por exemplo a dívida da Prefeitura com o INSS, que chega a CR$ 52 bilhões. (O IMPARCIAL – 23/06/1993).

O Prefeito Núbio promove a "Semana de Tradições Nordestina", com vaquejada, cavalhada e forró de rua. Show de embolada com a presença do trio Pena Branca, Raio do Sol e Cravo Branco. Na modalidade clássica da vaquejada o vencedor receberá prêmio de CR$ 15 milhões. Cerca de 6 mil pessoas participam das festas, e o Prefeito promete repeti-las no ano seguinte.

Agosto

O instrutor Izaias Silva Martins pede ao Prefeito a manutenção da Fanfarra que tanto sucesso fez sagrando-se campeã estadual nos anos de 1974 e 1982, em Festivais promovido pela Rádio Record de São Paulo.

Novembro

Ex-presidente da Câmara de Vereadores, João Tadeu Saab, diz jamais ter usado indevidamente verba pública. (O IMPARCIAL – 25/11/1993).

1994

Maio

O Município adquire 200 matrizes de ovelhas para o incentivo a ovinocultura no Município.

Junho

Ocorre a Festa Nordestina. O primeiro colocado na competição "Vaquejada" receberá prêmio de R$500,00.

Julho

Comarca tem registrados 11.027 eleitores

CEI da Câmara é concluída e documentos vão para a Justiça. A CEI apurou possíveis irregularidades na gestão do atual Vice-Prefeito João Tadeu Saab..

Setembro

Prefeitura procura alternativas para as dívidas com a Previdência

Novembro

Bloqueio do FPM – Fundo de Participação dos Municípios deixa Prefeitura sem dinheiro até para pagar energia. (O IMPARCIAL – 01/11/1944).

Comissão Municipal vai a Brasília negociar dívida com a Previdência.

Dezembro

Prefeitura faz acordo com o Ministério da Previdência. Com o acordo foi desbloqueado o dinheiro do FPM.

 

1995

Março

Decretado estado de calamidade pública em conseqüência dos danos causados por fortes chuvas

Maio

Defesa Civil anuncia ajuda para reparos nas estradas municipais

Junho

Câmara acata a rejeição do TCE nas contas do Legislativo de 1991

Câmara rejeita contas do Tadeu Saab (OESTE NOTÍCIAS – 06/06/1995)

Julho

Inaugurado plenário da Câmara

Mirante tenta evitar fechamento de agência do Banco do Brasil

Câmara aprova Regime único para Servidores Municipais

Agosto

Governo libera R$99.500,00 para a Defesa Civil

Morre o "Maestro Zil", José Basílio do Nascimento,. um dos mais expressivos representantes da música nordestina e sertaneja de Mirante do Paranapanema e Região. Era casado com Almerinda Alves do Nascimento e teve os filhos Dejair, Jadir, José Wilton, Janice e José Carlos

Começa a funcionar a nova sede do 2º Batalhão da PM

Fecularia deve US$ 2,8 mi ao Banespa. A dívida da empresa Larreina Indústria e Comércio, de Sandovalina (O IMPARCIAL – 30/08/1995)

Setembro

Vereadores e Prefeitura discutem lei da Previdência. A preocupação é impedir qualquer forma de desvio. O recolhimento de contribuição provoca polêmica nas discussões.

Outubro

Justiça anula resolução da Câmara. A Juíza Catarina Silvia Ruybel da Silva Estimo, decidiu que a responsabilidade pelas contas da Câmara, referente ao exercício de 1991, é de todos os que faziam parte da mesa. (OESTE NOTÍCIAS – 12/10/1995)

Telefonia automática digital começa a funcionar no Distrito de Cuiabá Paulista.

9º Festival Voz da Criança faz homenagem ao seu grande Mestre Zil

Novembro

Carnaval em pleno mês de novembro. O Prefeito Núbio trocou a Vaquejada por um carnaval fora de época, ao melhor estilo das festas nordestinas. Nos dias 17,18 e 19, a cidade se transforma no Nordeste, trazendo de Recife o Trio Elétrico Asas da América, com 100 mil watts de potência e 60 mil watts de iluminação, com dois painéis eletrônicos computadorizados

Dr. Eli Campelo Cabral recebe o Título de Cidadão Mirantense

Câmara Regulamenta Funda do Pensão

Dr. Núbio defende a emancipação do Distrito de Costa Machado.

Dezembro

Prefeitura funciona somente das 8h às 13 h

 

1996

março

Lançados como pré-candidatos a Prefeito e Vice-Prefeito respectivamente João Tadeu Saab e

Junho

A Câmara Municipal recebeu em sessão ordinária, denúncias apresentadas pelo presidente dos Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da cidade, Antônio Ferreira Lima, apontando irregularidades na Administração do Prefeito Núbio (O IMPARCIAL – 23/06/1996)

Câmara rejeita denúncia contra o prefeito. Por oito votos a quatro a Câmara rejeitou denúncias apontando irregularidades do prefeito Núbio

Prefeito Núbio prevê uma reativação do comércio em função dos assentamentos

Julho

CESP corta e depois normaliza fornecimento de energia à Prefeitura. Contas não são pagas desde do ano passado; prédios públicos tinham ficado às escuras (O IMPARCIAL – 02/07/1996).

Sindicato dos Servidores recorre à Justiça contra a Prefeitura

Carreata giganta saúda Tadeu Saab (OESTE NOTICIAS – 27/07/1996)

Outubro

João Tadeu Saab vence eleição para Prefeito com 5.561 votos, contra 3.915 de Carlos Ribeiro Siqueira "Kalu". Celso Otacílio Lopes Sá foi eleito como Vice-Prefeito com Tadeu. São eleitos para Vereadores: Jorge Antônio de Góes, José de Almeida, Sebastião Gomes de França, Climério Costa Lima, Edil Manoel de Souza, José Farias Figueiredo, Genivaldo Antônio Nascimento, Aparecido Berti da Silva e Aparecido Pereira Anunciação.

Segundo o atual Vice-Prefeito e futuro Prefeito, João Tadeu Saab, Núbio deixa a Prefeitura com uma dívida de R$400 mil. Acrescenta que o Município, se for comparado com outros, este muito bem estruturado, com 450 funcionários efetivos e 30 de comissão; e uma folha de pagamento de R$200 mil. (OESTE NOTÍCIAS – 30/10/1966)

Saab promete ampara ao trabalhador. Promete vários projetos distribuídos entre a população da cidade e os 18 assentamentos. Fixa metas em doar terreno para construção de 300 casas. "Meu recado é para a população de Mirante. Agradeço a todos e lhes reafirmo que, com fé em Deus, tentarei superar todas as expectativas".(OESTE NOTÍCIAS – 30/10/1966)

Novembro

Conta da Prefeitura é bloqueada. Justiça acata mandados de segurança impetrados pela Câmara devido ao atraso nos duodécimos

Sindicato denuncia atraso nos salários dos servidores

Contrato de Trio Elétrico causa polêmica entre os servidores. A contratação de um Trio Elétrico do nordeste para Shows causou protesto dos funcionários públicos municipais

CESP corta novamente energia da Prefeitura, por dívida de R$ 73.565,00

Prefeitura com energia elétrica cortada, telefones desligados e salários dos funcionários atrasados. Segundo Núbio, inadimplências e queda nas arrecadações, deixaram o Município em situação difícil no final do ano. (O IMPARCIAL 29/11/1996)

Covas entrega 775 títulos urbanos e rurais

Dezembro

Saab define assessoria: Antônio Meireles (Chefe de Gabinete), Wagner Marques Fioravante (Diretor Administrativo), Núbio Pinto de Medeiros (Diretor de Saúde) (O IMPARCIAL – 24/12/1996)

 

1997

Janeiro

Medidas duras na Câmara causam economia de R$10 mil em janeiro (O IMPARCIAL – 25/01/1997)

Prefeito tenta reabrir agência do Banco do Brasil

Fevereiro

Prefeito João Tadeu Saab promoveu a distribuição de cestas básicas de alimentos para 1.078 famílias (OESTE NOTÍCIAS – 01/02/1977)

Março

Hospital suspende atendimentos pelo SUS

Prefeito reivindica ao INCRA o reparo das estradas rurais

É empossada a nova Diretoria no Centro Social Urbano, ocupando a presidência Adelúcia Saab, esposa do Prefeito

Fundo Social entrega às crianças da cidade 4800 ovos de páscoa

Ginásio de Esportes superlota durante show para crianças em distribuição de ovos de páscoa pela presidente do Fundo Social

Abril

Começa ser formado o Conselho Municipal de Desenvolvimento

Sindicado Rural é inaugurado

O prédio da EE José Quirino Cavalcante é interditado por ameaça de desabamento

Otacílio Araújo Sá, pai do atual Vice-Prefeito morre em acidente automobilístico na Rodovia SP-563, que dá acesso a Teodoro Sampaio

Maio

Município está para e Justiça mantém decisão de bloquear as contas em função do não pagamento de acordos trabalhistas com ex-funcionários.

SABES assume sistemas de água e esgotos na cidade e assina contrato com a Prefeitura e promete R$ 3 milhões de investimentos (O IMPARCIAL – 23/05/1997)

Junho

Programa social ensina confecção de acolchoados com lã de carneiro

Mirante ganha a Primeira escola de informática

Hospital não atende mais pelo SUS há mais de três meses

FDE inicia preparativos para a construção de um novo prédio para a EE José Quirino Cavalcante

Julho

Moradores querem isenção de taxas na legalização de imóveis

Prefeitura consegue do Estado verba para raio-X na Saúde

Laticínio fecha e não paga fornecedores. O Laticínio Resplendor fechou e deixou de pagar fornecedores de leite

Prefeitura demite 120 funcionários

Agosto

Prefeitura arrenda Hospital e quer incluir na campanha "As Santas Casas continuam pedindo água"

Setembro

Mais de 200 funcionários de Prefeitura protestaram contra o atraso nos salários

Superintendente do BB garante reabertura da agência

Paróquia Santa Terezinha comemora 40 anos

Sem-Terra é eleita MISS TURISMO, Tatiane Cristina da Silva (15 anos)

Outubro

Manifesto do MST reúne 50 pessoas em frente ao Paço Municipal, em apoio aos servidores municipais que estão com os salários atrasados

Câmara acusa SABESP de abusar de valor da tarifa (OESTE NOTÍCIAS – 15/10/1977)

Trio Elétrico anima MIRANTE FOLIA

Banda Zil Brasil completa 30 anos de atividades

Começa a demolição do prédio da EE José Quirino Cavalcante

Câmara rejeita afastamento do Prefeito. Por oito votos a quatro a Câmara Municipal rejeitou o pedido de afastamento do Prefeito João Tadeu Saab, encaminhado pelo Sindicato dos Servidores Municipais. O Prefeito assim manifestou: "O resultado já era esperado e citou que o Sindicato tem pouca representabilidade, pois dos 450 funcionários, somente 80 são filiados" (O IMPARCIAL – 31/10/1977)

Novembro

Prefeitura tem conta bloqueada

MISS TURISMO brilha em São Paulo, obtendo o 4º lugar no Concurso de Beleza

Dezembro

Prefeitura distribui presentes nas creches

 

1998

Janeiro

Templo da Igreja Assembléia de Deus é inaugurado na Av. Zil Brasil

Fevereiro

Prefeito ameaça não fazer transporte de alunos

Câmara aplica impeachment em Tadeu Saab, tendo como principal motivo o atraso de oito meses nos salários dos servidores municipais (OESTE NOTÍCIAS – 17/02/1998)

Liminar concedida pela Justiça na manhã do dia 18/02/1998, reintegrou João Tadeu Saab ao cargo de Prefeito, horas após a Câmara tê-lo afastado por seis votos a cinco . O Vice-Prefeito Celso chegou a ser empossado pelos Vereadores. (O IMPARCIAL – 18/02/1998)

CESP corta energia da Prefeitura

MIRANTE FUTEBOL CLUBE realiza Carnaval de rua

Maio

Chuvas isolam zona rural

Servidores municipais da Saúde entram em greve por atraso de salários

Junho

O padre João Pereira anuncia que no próximo mês irá estudar em Paris

Outubro

INSS retém parcela do FPM no valor de 79 mil

Novembro

Funcionários municipais fazem paralisação

O Prefeito anuncia que o funcionamento da Prefeitura será no horário das oito às 13 horas, para contenção de despesas. Sobre os gastos no Gabinete de janeiro a julho, de R$ 265 mil, o Prefeito afirma que estão incluídos como despesas, os pagamentos dos assessores de Planejamento, procuradoria jurídica, pessoal, compra de equipamentos, civil, material de consumo e obrigações patronais. (O IMPARCIAL 10/11/1998)

Novembro

Município completa 45 anos sem comemorações

 

1999

Janeiro

Jorge Antônio de Góes é o novo Presidente da Câmara Municipal

Fevereiro

Câmara afasta Prefeito. A Câmara Municipal afastou na primeira seção do ano, ontem, 02/02/1999, por 90 dias, o Prefeito João Tadeu Saab. As denúncias são de possíveis irregularidades nas áreas da saúde e educação. Assumiu o cargo, durante o período de investigação das Comissões Processantes, o Vice-Prefeito Celso Lopes de Sá. O afastamento foi por unanimidade dos 13 Vereadores. Tadeu afirmou que o afastamento foi uma armação política, e disse que o mesmo grupo que o apoio, voltou-se contra, por interesse de tirá-lo de uma eventual candidatura à reeleição. (O IMPARCIAL – 03/02/1999)

Justiça devolve cargo a João Saab. Prefeito consegue liminar contra seu afastamento, aprovado na Câmara Municipal no último dia 02/02/1999. A Juíza de Mirante do Paranapanema, Cláudia Caputo Bevilacqua, concedeu ontem de manhã liminar para que o prefeito João Tadeu Saab, reassumisse o cargo. (O IMPARCIAL 04/02/1999)

Abril

Bloqueio de repasse leva Prefeito a fazer ocupação do INSS. Três ônibus com aproximadamente 100 funcionários da Prefeitura ocuparam a administração do INSS de Presidente Prudente (O IMPARCIAL – 13 E 14/04/1998)

INSS dá trégua no bloqueio

Prefeito inaugura iluminação do Estádio Municipal. O jogo foi entre os Independentes de Mirante (Veteranos) e a Seleção Paulista de Masters. O placar foi 3 a 0 para os veteranos.

Vereadores afirmam que não localizam prefeito para ser notificado sobre as CPS

Vereadores dizem que Saab deixou Mirante à deriva (O IMPARCIAL – 28/04/1999)

Maio

Funcionários da Saúde param

Entrada da Prefeitura é bloqueada. Cerca de 150 servidores municipais interditaram a frente da Prefeitura em protesto ao atraso no pagamento de salários da categoria. Com faixas, cartazes e auto-falante eles demonstraram sua insatisfação com a administração municipal e exigiam o cumprimento dos seus direitos. "Existe funcionários aqui que não recebem há 14 meses. No entanto, o salário do Prefeito e dos Vereadores sempre está em dia" disse Célia Regina Barbosa de Assis (OESTE NOTÍCIAS – 06/05/1999) .

Funcionários municipais vestem-se de preto e fazem ato público

Câmara cassa Prefeito A Câmara de Mirante do Paranapanema na noite de ontem (10/05/1999) cassou no final da noite o prefeito João Tadeu Saab, por 13 votos a zero. A sessão que resultou na cassação, a maior da história do Legislativo do Município, começou às 10 horas e terminou somente depois das 22h30, após a leitura do processo de mais de 400 páginas. Populares posicionaram-se em frente e no interior da Câmara par acompanhar a votação. Saab é acusado de várias irregularidades. O Vice-Prefeito, Celso de Sá, assumiu ontem mesmo a vaga de Saab. (O IMPARCIAL – 11/05/199). A cidade pára na votação mais esperada dos últimos tempos (OESTE NOTÍCIAS – 11/05/199)

Saab recorre ao TJ

Novo prefeito inicia negociações com servidores

Prefeitura paga o salário de abril

Prefeitura vive regime de moratória

Agosto

EE José Quirino Cavalcante começa a funcionar em seu novo prédio (a partir de 02/08/1999). O dia foi marcado por palestras pela Diretora Gílvia Lúcia Assêncio Silva, no início de cada período de aula. Foi a realização de um grande sonho dessa Diretora, dos professores, funcionários e alunos, que tanto sofreram com a demolição do prédio anterior.

Prefeitura consegue escapar do bloqueio

Outubro

Protesto pára transporte de alunos

Diretor diz que Prefeitura faliu "A Prefeitura Municipal de Mirante do Paranapanema está falida". A afirmação é do Diretor da Prefeitura, José Farias de Figueiredo (OESTE NOTÍCIAS – 04/11/199)

Novembro

Falta de pagamento causa retenção de repassa do FPM

Mirante Folia é sucesso de público

Padre João Pereira comemora 20 anos de ordenação sacerdotal

 

2000

Março

Inaugurada a 1ª indústria no Distrito Industrial. Laticínio Novo Tempo, de propriedade de Eduardo Piazzalunga. Segundo seu proprietário a indústria tem capacidade para processar até 35 mil litros de leite por dia. (JORNAL MIRANTE NOTÍCIAS - 04/03/2000)

Funcionários e prefeito fazem acordo. Objetivo é direcionar toda arrecadação, incluindo IPTU, numa campanha para pagar salários atrasados.

Agosto

Prefeito reduz salários em 50%, Cerca de 50 servidores públicos municipais permaneceram em frente a Prefeitura de braços cruzados em sinal de protesto contra o decreto da administração que reduz os salários em 50%. Segundo o Prefeito, Celso Otacílio de Sá, medida é para evitar demissões.

 

2001

Janeiro

Novo Prefeito, Carlos Siqueira Ribeiro (Kalu), afirma que Mirante enfrenta seu maior desafio. Analisa os principais problemas do Município e diz que o prejuízo herdado das administrações anteriores pode colocar em risco o seu plano de governo. Muitos funcionários estão há quatorze meses sem receber o pagamento. A dívida com a eletricidade é de cerca de R$1.800.000,00, enquanto que a Prefeitura arrecada cerca de R$ 400.000,00, sendo que deste montante R$ 90.000,00 ficam bloqueados para saldar débitos com o FGTS e INSS. (O IMPARCIAL – 24 A 31/01/2001)

PUBLICAÇÕES NA IMPRENSA SOBRE O MOVIMENTO DOS SEM-TERRA-MST E REFORMA AGRÁRIA EM MIRANTE DO PARANAPANEMA, NOS ANOS DE 1992 A 1996

(Colaboração de Maria Selma Barreto de Almeida e Simone Leandro de Souza)

 

1992

Julho

Ocupações das fazendas Flor Roxa, São Bento (que já possui uma área de 10 ha ocupada anteriormente por sem-terra) e Washington Luiz. Jair Luiz do Nascimento e Antônio Sandoval Neto respectivamente das famílias proprietárias das fazendas Flor Roxa e São Bento, entra com ação para reintegração de posse. (O IMPARCIAL – 22/07/1992)

 

1993

Junho

Pontal do Paranapanema: um barril de pólvora (O IMPARCIAL – 23/06/1993)

Governador Fleury visita assentamento na fazenda Santa Clara

 

1994

Junho

Sem-Terra desocupam fazenda. As cerca de mil famílias lideradas pelo Movimento dos Sem-Terra – MST, que invadiram a fazenda Estrela Dalva, deixaram pacificamente a área durante a madrugada de ontem. Eles retornaram aos barracos que nem chegaram a desmontar no Acampamento União da Vitória, instalados próximo ao leito ferroviário abandonado do antigo Ramal de Dourados. (O IMPARCIAL – 14/06/1994)

Sem-terra destroem e matam. "Dois tratores incendiaram, animais mortos, prejuízo ainda incalculados e muita tensão. Este foi o balanço feito ontem pela fazendeira Dionízia Arteiro Leal, proprietária da Fazenda Estrela D’Alva, em Mirante do Paranapanema, invadida pela centésima vez na manhã do último sábado" (O IMPARCIAL – 28/06/1994)

José Rainha diz que teme conflito armado e propõe reunião com fazendeiros (O IMPARCIAL – 29/06/1944)

Julho

São Bento passa definitivamente para o Estado

Novembro

Prefeito Núbio culpa governo por conflitos no Pontal. "O prefeito de Mirante do Paranapanema, Núbio Pinto de Medeiros, afirma que realmente existem conflitos de terras, e Mirante está no 11º Perímetro. Diz ainda que a Prefeitura de Mirante é pobre e não tem muitos recursos, mas está tentando ajudar as famílias que passam fome na periferia da cidade, e as que têm o conhecimento da terra estão sendo assentadas para que produzam alimentos e possam sobreviver" (O IMPARCIAL 08/11/1994)

 

1995

Abril

Sem-Terra ocupam três fazendas: São Bento, Haroldina e Canaã

Líder do MST prevê concentração de mais seis mil famílias

Líder do MST diz que vai assentar 20 mil famílias (FOLHA DE S.PAULO – 10/04/1995)

Fazendeiro e Sem-Terras tentam acordo

Terras do Pontal atraem sem-terra de outros Estados (O IMPARCIAL – 12/04/1995)

Polícia Militar transfere despejo de sem-terra acampados na Arco-íris

Sem-Terra deixam fazenda prometendo voltar em 72 horas (O IMPARCIAL – 20/04/1995)

Sem-Terra repetem tática das "ocupações relâmpago" (O IMPARCIAL – 2/04/1995)

Sem-Terra protestam em agência bancária em Mirante do Paranapanema

Julho

"Com a garantia de que todas as famílias que estão acampadas na região de Mirante do Paranapanema serão assentadas o Movimento Sem-Terra comemora" (O IMPARCIAL – 04/07/1955)

Agosto

"2 mil famílias invadem fazendas no oeste de SP. Terras foram declaradas devolutas em 1947. Desde que as terras foram declaradas (sem título de propriedade particular), em 1947, e ocupadas pro fazendeiros, o Pontal do Paranapanema, onde fica o município de Mirante, passou a ser uma região de conflitos. São cerca de 90 mil hectares de terras férteis, banhadas pelo Rio Paranapanema. A disputa se acirrou a partir da década de 80, com o fim do regime militar. De 85 a 90, foram registradas mais de 60 invasões. Só em Mirante do Paranapanema, nos últimos cinco anos, há registros de cinco ocupações. Em 1991, 400 famílias ocuparam a Fazenda São Bento. Em 1992, foram invadidas as fazendas Washington Luis e Flor Rocha. Em 1994, a Fazenda Estrela D"Alva e, em abril deste ano, 1.800 famílias ocuparam a Fazenda Haroldina. A de ontem foi a quinta ocupação. Para reduzir os conflitos fundiários na região, a Procuradoria do Estado realizou, em 199, um cadastramento das terras da área. O trabalho foi feito em parceria com a Universidade Estadual Paulista (UNESP). O plano da Procuradoria era convencer os fazendeiros a doarem 25% de suas propriedades para a formação de assentamentos de sem-terra, em troca da legalização das suas áreas. O Cadastramento, no entanto, não chegou a ser concluído. Muitos proprietários não concordaram com a proposta de cessão de um quarto da área aos sem-terra. Em 91, a Procuradoria chegou a pedir na Justiça o seqüestro das terras da Fazenda São Bento. O juiz Lauro Mende de Mello julgou o pedido improcedente. A presença dos sem-terra ampliou o clima de tensão que existe do Pontal do Estado. Sem-Terra preparam-se para resistir o despejo das fazendas Santa Cruz, Flor Roxa e Washigton Luis" (O ESTADO DE S. PAULO – 27/08/1995)

Sem-terra abandonam fazendas apenas oito horas depois da invasão (FOLHA DE S.PAULO – 2/08/1995)

Juíza alertou para o perigo da invasão no Pontal (O ESTADO DE S. PAULO – 29/08/1995)

Juíza de SP manda despejar sem-terra (FOLHA DE S.PAULO – 29/08/1995)

Fazendeiro não resistem à ocupação (O IMPARCIAL – 29/08/1995)

Secretário condena novas invasões (OESTE NOTÍCIAS – 30/08/1995)

UNIPONTAL condena invasão do Pontal (OESTE NOTÍCIAS – 31/08/1995)

A Justiça impõe o seu Poder ou o Pontal será uma nova Sierra Maestra (O IMPARCIAL – 31/08/1995)

Estado mostra projeto de assentamentos nas fazendas Santa Clara e Estrela D"Alva (O IMPARCIAL – 31/08/1995)

Setembro

"A cidade de Mirante do Paranapanema vive um clima de desânimo, como decorrência do clima de banditismo, sob a máscara de uma reforma agrária, que se instalou no município pelo Movimento dos Sem Terra. A destruição da fazenda de um dos pecuaristas de vanguarda desta região, o sr. Kazsuoyoshi Kurata, causou profundo mal estar terra. A propriedade era considera modelo não só por suas instalações como pelo aprimoramento genético do rebanho. José Rainha comandou pessoal a invasão propriedade , destruindo -lhe as cerca e outros bens e ateou fogo às pastagens. Muitos animais morreram porque não houve tempo de retirá-los da invernada; O fogo propagou-se rapidamente por todas as pastagens porque encontra-se seco em virtude da prolongada estiagem que atinge nossa região. A opinião p publica em Mirante do Paranapanema está muito revoltada com o aconteceu e todos entram a forma como atua ali o MST, invadindo e destruindo propriedade, sem que a Justiça intervenha." (O IMPARCIAL – 01/09/1995)

Mirante é refém do MST, afirma pequeno proprietário (OESTE NOTÍCIAS – 05/09/1995)

Secretário da Justiça se reunirá com fazendeiros e líderes do MST (O IMPARCIAL – 06/09/1995)

Lideres sem-terra pode ser preso (O ESTADO DE S.PAULO – 06/09/1995)

Delinqüência no Pontal (O IMPARCIAL - 13/09/1995)

Belisário Júnior pede paz no Pontal (OESTE NOTÍCIAS – 16/09/1995)

"O MST se apossa pela força, de áreas produtivas" (OESTE NOTÍCIAS – 16/09/1995)

Entidade pede punição de sem-terra (OESTE NOTÍCIAS – 16/09/1995)

MST descarta invasões em áreas com menos de 500 ha ((OESTE NOTÍCIAS – 17/09/1995)

Juíza pode pedir prisão de sem-terra. Direção do PT vem ao Pontal para tentar evitar que líder do movimento e outros 15 sejam presos em Mirante. Justiça mantém sigilo sobre prisões. (OESTE NOTÍCIAS – 22/09/1995)

PT pede solução pacífica ao Pontal (O IMPARCIAL – 23/09/195)

"Prisão preventiva dos que destruíram as fazendas. Está nas mãos do Promotor Público da Comarca de Mirante do Paranapanema, o inquérito policial encaminhado pelo delegado de polícia, Eli Roberto Sanches, contra 16 integrantes do Movimento dos Sem-Terra, que invadiram e promoveram destruição nas fazendas Flor Roxa, Washington Luis e Santa Cruz. Essa foi a principal razão que levou a cúpula do PT, inclusive seu presidente nacional, José Dirceu, ter marcado uma audiência coma a magistrada, semana passada em Mirante, numa tentativa de evitar a condenação dos invasores citados identificados pela autoridade policial". (O IMPARCIAL – 26/09/1995)

Governo mostra plano de assentamento. A meta do governo é assentar ainda neste ano 2.000 famílias. Rainha diz que ainda é pouco. (O IMPARCIAL – 28/09/1995)

"Sem-terra obtêm 2 fazendas, mas exigem 11" (FOLHA DE S. PAULO – 28/09/1995)

Juíza devolve inquérito e pede novas investigações (OESTE NOTÍCIAS – 30/09/1995)

Sindicato Rural tranqüiliza fazendeiros. A proposta de assentamento apresentada esta semana pelo Governo do Estado, gerou um clima de pânico nos produtores rurais da 10ª região administrativa. Sem-Terra querem diálogo juntos aos fazendeiros (O IMPARCIAL – 30/09/1995)

Outubro

MST retomam invasões hoje no Pontal (OESTE NOTÍCIAS – 02/10/1995)

Fazendeiros pedem rapidez ao governo. (O IMPARCIAL – 03/10/1995)

A Juíza da Comarca de Mirante do Paranapanema, Catarina Ruybel da Silva Estimo, concedeu ontem liminar de reintegração de posse da fazenda Washington Luis, de propriedade da empresa SOMECO S/A (Sociedade de Melhoramentos e Colonização). (OESTE NOTÍCIAS – 05/10/1995)

Procurador reivindica terras devolutas. O Padre, João Pereira sofre ameaças por apoiar MST. (OESTE NOTÍCIAS – 06/10/1995)

Procurador dá início a processo para reforma agrária no Pontal (OESTE NOTÍCIAS – 07/10/1995)

A advogada do MST, Meire Orlandini sofre atentado na madrugado do último dia 06, quando dirigia seu carro nas proximidades de Teodoro Sampaio. Foram disparados cinco tiros contra ela, mas nenhum a atingiu. Em tom malévolo disse: isso é só um aperitivo e que iam também visitar o seu amigo padre em Mirante" (O IMPARCIAL – 08/10/1995)

Polícia insiste em prisão de Rainha (OESTE NOTÍCIAS – 10/10/1995)

Sem-Terra desocupa fazenda Washington Luis (O IMPARCIAL - 12/10/1995)

CEBS manifestam apoio a padre de Mirante (OESTE NOTÍCIAS – 17/10/1995)

Pontal caminha para acordo de paz . Acordo pode assentar mil famílias. Após mais de dez anos de conflitos a situação agrária vais se resolver no Pontal, afirmou o Deputado Federal Paulo Lima (OESTE NOTÍCIAS – 19/10/1995)

Pontal preocupa alto comando da PM (OESTE NOTÍCIAS – 20/10/1995)

Superintendente reafirma promessa de assentamentos (OESTE NOTÍCIAS – 24/10/1995)

Proprietários do Pontal contra o MST (O IMPARCIAL – 25/10/1995)

MST cadastra desempregados para invasões (O IMPARCIAL – 25/10/1995)

Ruralistas preparam frente Estadual

Fazendeiros do Pontal têm seguranças (O IMPARCIAL - 27/10/195)

Ruralista discutem tensão no Pontal

Reunião com INCRA desagrada MST (OESTE NOTÍCIAS – 28/10/1995)

Fazendeiro tem "guerra civil" no Pontal. (O ESTADO DE S. PAULO – 28/10/1995)

Rainha é mistura de Cristo e Lampião, dizem sem-terra. Sem-terra fazem nova invasão no Pontal (O ESTADO DE S. PAULO – 29/10/1995)

O império da Justiça é restabelecido na região do Pontal do Paranapanema (O IMPARCIAL – 31/10/1995)

Polícia prende Diolinda Alves de Souza, líder dos sem-terra (O ESTADO DE S.PAULO – 31/10/1995)

Prisão com algemas foi abuso, afirmam juristas

MST vai promover caminha de protesto até Presidente Prudente

Belisário teme "violência" no Pontal (OESTE NOTÍCIAS – 01/11/1995)

MST realiza marca em sinal de protesto, caminha 20 km até a cidade de Teodoro Sampaio (O IMPARCIAL – 02/11/1995)

CUT, OAB e Pastoral da Terra no Pontal

Medo de conflito leva governos ao Pontal (FOLHA DE S. PAULO – 03/11/1995)

Belisário diz que governo vai mapear áreas devolutas em SP

Covas reuni-se com MST e fazendeiros

MST pedirá o assentamento de 2.000 famílias até dezembro

Governador entre 622 títulos de propriedades e pretende ter assentado até janeiro, 1.050 famílias, e até março, mais 1.050. (O IMPARCIAL – 05/11/1995)

Covas revela conhecer a realidade fundiária do Pontal do Paranapanema (O IMPARCIAL – 05/11/1955)

MST suspende invasões no Pontal

Fazendeiros podem ameaçar acordo no Pontal (O ESTADO DE S.PAULO – 06/11/1995)

Área para os assentamentos no Pontal é de 23,3 mil hectares (OESTE NOTÍCIAS – 06/11/1995)

Prisão de Diolinda será denunciada no exterior (O ESTADO DE S.PAULO – 07/11/1995)

Líderes do MST negam ter bando armando (O IMPARCIAL – 09/11/1995)

Advogada pede revogação de prisões

Padre mais atuante está desaparecido. Advogada não se afasta do MST mesmo após atentado (OESTE NOTÍCIAS – 16/11/1995)

Juiz revoga prisão dos líderes do MST

"Políticos só agem sob pressão", diz d. Paulo (FOLHA DE S.PAULO – 17/11/1995)

ITESP promove seminário sobre assentamentos rurais no Pontal

Rainha quer mais 5 mil sem-terra no Pontal (O ESTADO DE S. PAULO – 18/11/1995)

Rainha diz que fazendeiros dificultam assentamento (O IMPARCIAL – 19/11/1995)

Passeata virá a Prudente, afirma a líder do MST, Diolinda (O IMPARCIAL – 21/11/1995)

Prefeito Agripino Lima afirma que não há razão alguma para os sem-terra chegarem a Presidente Prudente em sua passeata, porque o problema se limita ao Pontal do Paranapanema (O IMPARCIAL - 22/11/1995)

MST tira acampamento do centro e o leva ao campus da UNESP (OESTE NOTÍCIAS – 24/11/1996)

MST faz caminhada até Presidente Prudente, partindo de Sandovalina e Prefeito Agripino decreta ponto facultativo, acatando sugestão do Presidente do Sindicato do Comércio Varejista.

Manifestação reúne 2 mil pessoas em ato público no centro de Pres. Prudente

Polícia insiste na prisão de Rainha

Fazendeiros realizam protesto no Pontal

O vice-presidente do Sindicato Rural de Presidente Prudente, Célio Romero, disse que a causa dos sem-terra, que lutam pela reforma agrária, é legítima.

Pedido de prisão para líderes do MST é negada

O Secretário de Justiça do Estado, Belisário dos Santos Júnior, garante que a ocupação dos barracos do canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Taquaruçu, não anula o plano de assentamento de 2.100 famílias sem-terra na região de Mirante do Paranapanema até junho. (Em novembro de 2003, estão assentadas 1.307 família no Município de Mirante do Paranapanema)

Juíza de Mirante reúne fazendeiros

Dezembro

Começa assentamentos em Mirante do Paranapanema. Através do ITESP – Instituto de Terras de São Paulo, na fazenda Arco-íris são assentadas 94 famílias numa área de 500 hectares

Juíza desapropria oito fazendas: Canaã, Santa Cruz, Santa Carmem, Santana, Flor Rocha, Santa Polônia e King Meat. O MST rejeitou o assentamento parcial de 94 famílias na fazenda Arco-íris (OESTE NOTÍCIAS – 29/12/1995)

O Estado não tem vontade de dar solução ao Pontal (Editoria de O IMPARCIAL – 29/12/1995)

Sem-Terra recuam e aceitam lotes provisórios, depois da chagado do Secretário de Justiça do Estado de São Paulo, Belisário dos Santos Júnior

O sindicalista rural, Célio Romero, prevê clima tenso no Pontal

ITESP monta operação e transfere de acampamentos para terras sob tutela do Estado, 1.278 famílias

 

1996

Janeiro

MST ameaça com novas invasões (OESTE NOTÍCIAS – 01/01/1996)

Fazendeiros tentam derrubar liminares

MST recua e suspende novas invasões (OESTE NOTÍCIAS – 03/01/1996)

Governo nega abandono de lotes por assentados (O ESTADO DE SÃO PAULO – 03/01/1996)

Sem-Terra param invasões para dar tempo ao Estado

Fazendeiros preparam ação para reaver áreas

Líder sem-terra reafirma continuidade das ocupações

ITESP orienta assentados sobre exploração de áreas (OESTE NOTÍCIAS – 04/01/1996)

Assentados planejam o plantio de novas culturas

Assentados recebe infra-estrutura (OESTE NOTÍCIAS – 07/01/1996)

INCRA entrega cheques de R$ 840,00 à famílias sem-terra (OESTE NOTÍCIAS – 09/01/1996)

Juíza de Mirante do Paranapanema concede liminar de antecipação de 30% das áreas em processo de reivindicação

Rainha afirma que mudança das barracões causará conflito (O IMPARCIAL – 17/01/1996)

Sem-Terra invadem fazenda modelo na criação de nelore (OESTE NOTÍCIAS – 21/01/1996)

MST usa 1050 famílias para invadir fazenda. José Rainha promete resistir à reintegração de posse e avisa: outras fazendas serão ocupadas (O IMPARCIAL – 21/01/1996)

Líderes do MST são presos no Pontal, dentre os quatro está Diolinda Alves de Souza, esposa de Zé Rainha

Sem-Terra retomas estratégia de invasões (O ESTADO DE S.PAULO – 22/01/1996)

MST ocupa 2ª fazenda em 48 horas e quer negociar com governo Covas

Delegado de Sandovalina critica duramente lideranças do MST (O IMPARCIAL – 24/01/1996)

PM passa a proteger fazendas ameaçadas

MST prevê ampliação de invasões

PM inibe a ação dos Sem-Terra no Pontal

"Prisões causam alívio", diz vice do Sindicato Rural (OESTE NOTÍCIAS – 26/01/1996)

Diolinda culpa Covas pro prisão de líderes (O IMPARCIAL – 27/01/1996)

Secretário da Justiça é contra as prisões

"Juiz poderá revogar prisões se MST deixar de invadir" (OESTE NOTÍCIAS – 27/01/1996)

Suplicy visita presos sem-terras presos em Presidente Prudente

Sem-terra revoltam-se com as prisões dos líderes (O IMPARCIAL – 27/01/1996)

Rainha e Márcio Barreto continuam foragidos (OESTE NOTÍCIAS – 27/01/1996)

Covas diz que líder está enganada (OESTE NOTÍCIAS – 28/01/1996)

Acampamento do MST é alvejado por tiros (O IMPARCIAL – 28/01/1996)

Sem-terra organizam protesto contra prisões

Sob tensão, polícia reintegra Santa Rita

Bragato: prisões foram inconvenientes (O IMPARCIAL – 31/01/1996)

Líderes são indiciados por crime (O ESTADO DE S.PAULO – 31/01/1996)

Fevereiro

Juiz acata pedidos de advogado de presos do MST

Secretário da Justiça retorna ao Pontal

Sem-Terra vão a São Paulo protestar

Juiz mantém prisões dos sem-terra

MST traz crise no Pontal par Assembléia (O ESTADO DE S.PAULO – 01/02/1996)

Belisário Jr. visita assentamentos

Comissão inter-parlamentar chega ao Pontal

Belisário critica as cobranças (O IMPARCIAL – 02802/1996)

MST se reúne com Belisário

Solução para o Pontal fica mais longe (O IMPARCIAL –06/02/1996)

Assentamentos prosseguem na região

Romero critica plano criado pelo Governo

MST tira acampamento do centro e o leva ao campus da UNESP (OESTE NOTÍCIAS – 24/02/1996)

"ITESP e Delegado de Polícia causam incômodo para o MST" (O IMPARCIAL – 07/02/1996)

Célio Romero prevê acordo difícil

MST organiza carreata e faz protesto na cidade de Pirapozinho

STJ garante tutela de 30% das fazendas em Mirante

Sem-Terras presos no Pontal iniciam greve de fome; Diolinda não adere (O IMPARCIAL – 24/02/1996)

STJ concede "hábeas" aos líderes do MST

Abril

Estado volta a requerer terras no Pontal

A Delegacia (hoje Diretoria) de Ensino de Mirante do Paranapanema, com participação de seu Delegado, Sebastião Canevari e do Prefeito Núbio de Mirante do Paranapanema, participam de Fórum Regional de Educação sobre assentamentos no Pontal.

Maio

MST distribui tratores no Pontal MST (O IMPARCIAL – 17/05/1996)

Sem-terra protestam contra o Procera (O IMPARCIAL – 24/05/1996)

Junho

Sem-terra concentram-se na Canaã (O IMPARCIAL – 19/06/1996)

MST e fazendeiros se reúnem no Pontal (O ESTADO DE S.PAULO – 26/06/1996)

Covas visita assentamento e anuncia investimentos no Pontal

Estado reivindica área de mais 16 fazendas

José Rainha critica governador e faz ameaças. MST reafirma a Jungmann manutenção de invasões (O ESTADO DE S.PAULO – 28/06/1996)

TV põe em discussão impasse no Pontal

Julho

MST e fazendeiros reúnem-se com Belisário

Agosto

MST mobilizará 6 mil para invasões no Pontal (O ESTADO DE S.PAULO – 02/08/1996)

MST anuncia retomada de ocupações no Pontal

Setembro

Superintendente do INCRA fracassa no Pontal (O IMPARCIAL – 12/09/1996)

Carreata de fazendeiros vai a Mirante (OESTE NOTÍCIAS – 14/09/1996)

PM realiza reintegração de posse da Santa Rita

União líber R$ 40 milhões para indenizações no Pontal (OESTE NOTÍCIAS – 17/09/1996)

Sem-terra suspendem trégua no Pontal

Falha nova tentativa do INCRA para acordo com fazendeiros

MST denuncia disparos de tiros

MST prepara sem-terra para invasões no Pontal (O ESTADO DE S.PAULO – 24/09/1996)

Governo de São Paulo negocia compra de fazendas no Pontal

Rainha anuncia invasão e ato de protesto em SP (O ESTADO DE S.PAULO – 29/09/1996)

INCRA volta a negociar com fazendeiros

UDR e sindicato reúnem pecuaristas

Jungmann diz que Pontal está sob controle

Outubro

O QUE É O PONTAL. A terra prometida não é de ninguém (OESTE NOTICIAS – 21/10/1996)

UDR critica posição do Estado no Pontal (O IMPARCIAL – 19/10/1996)